Press "Enter" to skip to content

A tentativa de desgaste fortaleceu Bolsonaro

Tiago Nascimento

O vídeo da reunião ministerial, divulgado ontem, ao longo de quase duas horas de duração, diferente do que os opositores, inclusive a grande mídia, esperavam, o Conteúdo favoreceu politicamente o Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Além de deixar claro que não houve declaração, por parte do Presidente, que indicasse a interferência na Polícia Federal, a espontaneidade de Bolsonaro e da equipe de ministros, num momento íntimo, demonstrou que, de fato, o governo Bolsonaro tem autenticidade, pois, o compromisso declarado frente às câmeras, divulgado ao público, mantém-se nas conversas privadas.

Dentre vários momentos fortes, durante a reunião, uma das afirmações do Presidente chamou a atenção, era um claro recado aos seus ministros, talvez, mais intensamente ao então ministro da justiça e segurança pública, Sérgio Moro, que dois dias depois, de forma conturbada, deixou o governo. Jair Bolsonaro deu a seguinte declaração:

“Quem não aceitar as minhas bandeiras: Família, Deus, armamento, liberdade de expressão, livre mercado… Quem não aceitar isso está no governo errado”

Aos seus eleitores, as palavras mencionadas não são estranhas, pois fazem parte do compromisso firmado durante sua campanha eleitoral. E, na conturbada democracia brasileira, uma boa quantidade honestidades e verdades aquecem a esperança de um povo, que, por muito tempo, vinha sendo enganado e roubado. A tentativa de desgaste fortaleceu Bolsonaro.